Goiânia, Quinta, 14 de Dezembro de 2017
Sábado, 27 Maio 2017 15:10

No dia 05.05.2017, por meio de Assembleia Geral Nacional, convocada pela CNTC, a maioria absoluta dos empregados da Conab de todo o país aprovou a proposta de conciliação para as Cláusulas Financeiras no Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2017 apresentada pelo VicePresidente do TST, Ministro Emmanuel Pereira, conforme abaixo, no processo DC nº 27603-67.2016.5.00.0000, já que no período de discussão da pauta de reivindicação na mesa de negociação as Comissões (empregados e patronal) não chegaram ao entendimento em relação às Cláusulas Econômicas.

 

PROPOSTA APROVADA PELA CATEGORIA DOS EMPREGADOS DA CONAB EM ÂMBITO NACIONAL:

 

a) - reajuste dos salários pelo IPCA cheio do período menos 1%, o que corresponde a 7,97% (8,97%-1%= 7,97%);

 

- reajuste dos benefícios sociais de conteúdo econômico pelo IPCA cheio, correspondente a 8,97%; e

 

- ampliação do auxílio alimentação de 23 para 25 créditos mensais,

 

Observação: Os itens acima serão retroativos à data-base em 1º/09/2016;

 

b) Cláusulas Sociais do Acordo Coletivo de Trabalho dos Empregados da CONAB - 2016/2017 negociadas entre as Comissões Patronal e de Empregados; e,

  

c) conceder poderes à Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio - CNTC para firmar Acordo Coletivo de Trabalho assistindo e representando os empregados da CONAB, com a assistência da Comissão Nacional de Negociação dos Empregados da CONAB - 2016/2017.

  

Informamos, também, que os próximos passos serão os seguintes: formalização ao Vice-Presidente do TST do resultado da Assembleia Geral Nacional, por meio de petição da CNTC no processo de dissidio coletivo de 2 trabalho acima citado; e posteriormente aguardar a resposta formal da Direção da Conab nos autos do referido processo. 

 

Fonte: ASNAB/CNE

Lido 1006 vezes
Av. Meia Ponte, n.2748, Setor Santa Genoveva - Goiânia - GO / 62 3204-6599 / E-mail: contato@asnabgo.org.br
© 2017 - Associação Nacional dos Empregados da CONAB (ASNAB-GO) - Todos direitos reservados